quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Patrimônio Novembro 2017 - R$ 19.873,23

Buenas!

Esse mês o aporte foi insignificante. Em compensação, fizemos uma modificação drástica na alocação dos valores. Vejam com seus próprios olhos.

Tesouro Direto: R$ 4.229,68;
Sofisa: R$ 3.060,47;
Empréstimo pessoal: R$ 2.237,00;
Bitcoin: R$10.346,08
Total: R$ 19.873,23.

Isso mesmo. Fiquei anos me enrolando, até que, finalmente, resolvi ceder e entrar na onda do Bitcoin. Percebi que, até me aposentar, tenho  mais de 30 anos pela frente. Não sei se já mencionei aqui que seu funcionário público.

Considerando que tenho estabilidade e que tenho todo esse tempo pela frente, acho que não é nada de mais tirar um pouco de $$ da renda fixa para botar em investimento de altíssimo risco.

Sim, sei que o Bitcoin tem um risco incalculável (ninguém sequer sabe quem foi que inventou essa bosta), mas sei que está rendendo muuuito e eu quero um pouco. Mais do que perder esses 10K temers não vai acontecer, e não demoraria quase nada para aportar isso novamente (ao menos em teoria).

Fora isso, também realizei a compra de uma viagem para uma praia nacional com a patroa para o final de ano. Estamos há dez anos juntos e quando nos "juntamos" ela já estava quase concebendo o nosso filho. Então, nunca tivemos uma lua de mel. Agora vai!

A viagem pode comprometer os aportes dos três primeiros meses do ano, mas só se vive uma vez, e espero que, até lá (março de 2018), o meu investimento em Bitcoin pague o passeio (kkkkk...a esperança é a última que morre).

Vamos em frente.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Patrimônio Outubro 2017 - R$ 19.229,18

Buenas!

O aporte e a situação financeira do mês de outubro podem ser muito bem representados pela expressão: Que merda, hem!

Bom, vamos direto ao patrimônio outubro 2017:
Tesouro Direto: R$ 4.304,87;
Sofisa: R$ 12.687,31;
Empréstimo pessoal: R$ 2.237,00.
Total: R$ 19.229,18.

Isso mesmo, a evolução patrimonial foi, na verdade, uma "devolução" patrimonial. Mas nada que me abale. Ao menos recebi boa parte do empréstimo pessoal.

Seguindo adiante.

Fugindo, pela primeira vez neste blog, da estrita questão do meu patrimônio, tem um assunto que tem me tomado algum tempo, mas que até o momento não achei solução.

Tenho um filho (pré-adolescente), e ele já está lidando com dinheiro, mesmo que não diariamente. Por essa razão, acho que já passou da hora de lhe passar algum conhecimento sobre finanças pessoais.

Meu pai sempre foi financeiramente inteligente. Sempre viveu abaixo de suas possibilidades e investiu o restante. Entretanto, só sei disso por observação. Nunca tive uma conversa ou explicação sobre o assunto. Inconscientemente absorvemos conhecimento observando o comportamento de nossos modelos. Eu absorvi algumas ideias do comportamento que observei no meu pai, mas isso não foi suficiente. Apesar de não ser um maluco da Matrix, torrando tudo em lifestyle e status, até pouco tempo atrás não tinha a consciência financeira e hábito de investir que adquiri no último ano, após acesso à blogosfera e obras do Gustavo Cerbasi.

Quero fazer diferente com o meu filho e lhe passar algum conhecimento além do exemplo.

Ocorre que não encontrei literatura adequada à idade dele.

Costumo adquirir livros da amazon.com, pois tenho um Kindle. Fazendo pesquisa na página dessa loja virtual (e em algumas outras também), achei alguns livros de finanças infantis, mas que têm conteúdo direcionadas a crianças mais novas (não vejo razão para  um livro sobre finanças pessoais para uma criança de 05 anos que sequer foi até a padaria comprar uma Plutonita (no meu tempo era Ploc ou Ping Pong)).

Encontrei também alguns livros para adulto mas que os comentários diziam que era extremamente básico. Até adquiri um que estava em promoção e que os comentários indicavam que era um livro sofre finanças pessoas bem básico. Entretanto, quando comecei a ler percebi que eram citadas expressões da área financeira sem as explicações a respeito.

É um livro escrito em forma de conto, para que a leitura seja mais agradável e menos teórica. Mas, por exemplo, já no primeiro capítulo um dos personagens entra em um esquema de pirâmide e o outro tenta lhe ajudar mostrando que não é uma boa ideia, e.t.c. Ocorre que a obra não traz uma explicação sobre o que seria um esquema de pirâmide.

Esse é, portanto, um livro que não interessa a quem já tem informação sobre finanças pessoais, pois não apresenta nenhuma ideia mais avançada, mas também não interessa a quem não sabe nada, pois usa termos conhecidos apenas por que já tem algum conhecimento sobre a matéria. Ou seja, nesse aspecto, achei uma porcaria.

Tentei lei para o meu filho "O homem mais rico da babilônia". Traz ensinamentos em forma de contos, capítulos curtos, entretanto a linguagem não é acessível para uma criança (e também para muitos adultos desse nosso Brasilsão). Então eu li o primeiro capítulo parando a cada parágrafo para lhe "traduzir" o conteúdo do texto (ele se interessou pela história, mas o progresso é muito lente e temo que isso prejudique a absorção das ideias que a obra quer passar).

Pensei no Pai Pobre Pai Rico, mas acho que muito pouco se aproveita dessa obra, em razão de ser contextualizada no ambiente americano, em uma realidade muito diferente da que meu filho conhece.

Tenho passado verbalmente algum conhecimento para ele sempre que surge oportunidade. Entretanto, acho que uma obra, onde as ideias são organizadas e as palavras pensadas e repensadas, seria mais produtivo.

Enfim, sigo na busca de algum material interessante.

Se algum dos dois gatos pingados que leem isso aqui tiverem conhecimento sobre obras básicas com linguagem e conteúdo acessível para crianças e adolescentes (não precisa ser obra infantil), por favor deixe nos comentários.

Torçamos para que eu ache alguma obra adequada e que no próximo mês o aporte seja, ao menos, positivo.

No próximo mês devo trazer outro assunto que tem me tomado tempo de reflexão: meu financiamento habitacional!

Por enquanto é isso pessoal.

domingo, 1 de outubro de 2017

Patrimônio Setembro 2017 - R$19.405,19

Buenas!

Mais um mês encerrado. Esse foi fraco, não consegui aportar muito. O próximo, apesar do dia das crianças e do aniversário da patroa, provavelmente será melhor.

Inicialmente tinha a intenção de fazer um post extra ou fazer um post com algum conteúdo junto com o resultado do mês, mas fiquei desanimado e acabou passando o mês em branco.

O desânimo não foi por causa do pequeno aporte, mas em razão da suspeitas de falecimento do Madruga, do Seu Madruga Investimentos, que eu considero o melhor da blogosfera financeira. Felizmente as suspeitas eram falsas e ele apenas havia abandonado os fãs por algumas semanas.

Esse mês a situação é a seguinte:
Tesouro Direto: R$ 4.269,73;
Sofisa: R$ 6.147,86;
Empréstimo pessoal: R$ 8.987,60.
Total: R$ 19.405,19.

Mas peraí. O aporte do mês foi parar no empréstimo pessoal?

kkkkkkkk. Sim (rindo para não chorar!).






Mas calma aí. Nesse mês de outubro devo receber mais da metade do valor. Vai tudo para o Sofisa.

Meta para a postagem do próximo mês: aprender a postar uma planilha de evolução patrimonial.

Por enquanto é isso pessoal.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Apresentação/Patrimônio Agosto 2017 - R$16.801,96

Buenas!
Mais um que resolveu criar um blog para relatar/acompanhar o crescimento patrimonial. Muito criativo!
Vamos começar pela "apresentação" (usei as aspas em razão de que, teoricamente, o blog é anônimo, e digo teoricamente porque ainda não tenho certeza de que minha identidade vai ficar anônima. Vou ter que postar e depois acessar para ver quais informações pessoais estão disponíveis). kkkkk.
Meu perfil é: mais de 30 anos, "juntado" e com um filho.
Já vinha acompanhando os blogs da finasfera há algum tempo, mas ainda preso na matrix, apesar de consciente da situação.
Recentemente caí na real e comecei a me adequar.
Resolvi criar o blog porque acessei a página do Mestre dos Centavo$ e vi o ranking. Como sou competitivo, já fui direto para os que estão no mesmo patamar patrimonial que eu e procurei saber quanto falta para alcançar os que estão na minha frente. (kkkkk)

Patrimônio atual:
Tesouro Direto: R$4.209,17.
Sofisa: R$6.112,79.
Empréstimo pessoal: R$6.480,00.
Total: R$16.801,96.

Preciso fazer um esclarecimento sobre o empréstimo pessoal. Ele não tem remuneração (juros). O empréstimo foi feito a um parente muito próximo. Não tive muitas opções: ou eu emprestava ou eu pagava (sem perspectivas de receber) as contas da pessoa. Além disso, sei que a pessoa não chegou a essa situação por maldade ou vagabundagem.

Enfim.
Já tive algumas ideias de assuntos para tratar aqui, mas não vou gastar toda a munição no primeiro alvo.

Por enquanto é isso pessoal.